Secretaria de Segurança Pública ocupada: chega de chacinas na periferia!

Na manhã de hoje, cerca de 250 pessoas ocuparam a Secretaria Estadual de Segurança Pública para exigir indenização às famílias das vítimas de assassinatos da Polícia Militar nos massacres na periferia sul de São Paulo. Após a entrada, negociou-se a subida de uma comissão para falar com o Secretário. A ação se insere no contexto do dia das mães – que, para muitas mães da periferia vem se transformando um “dia das mães sem filhos” – e foi organizada pela Frente de Comunidades em Luta “Periferia Ativa”, o Comitê Contra o Genocício da Juventude Negra e o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto). O MPL esteve presente em apoio junto com a Fanfarra do M.A.L., banda autônoma e de luta, que deu a cadência da manifestação com sua batucada.

A luta por transporte não acontece isolada: ela só tem sentido se for a luta pela construção de uma nova sociedade. Reivindicar o direito à cidade é tanto lutar por uma cidade na qual as pessoas possam se deslocar, como também é lutar por uma cidade sem chacinas contra a população pobre nas periferias.

Por uma vida sem catracas, por uma São Paulo sem chacinas!

958605_173524906140710_1099251882_o

949630_173528329473701_1252053989_o

253265_10151672322484560_1104521444_n

ssp_1

Deixe uma resposta