Ato contra o aumento queima catraca no Terminal Pq. D. Pedro

Na manhã desta terça-feira, dia 28/05, partiu do parque D. Pedro um ato contra o aumento das passagens organizado em conjunto por estudantes da E.E. São Paulo e pelo Movimento Passe Livre. Mesmo sob intensa chuva, cerca de 100 pessoas se reuniram em frente à escola com faixas e cartazes e, embaladas pela batucada de luta da Fanfarra do MAL – bateria autônoma que toca em manifestações de rua -, ocuparam o viaduto da Rangel Pestana. Em seguida, a passeata invadiu o Terminal Parque D. Pedro – que é o maior terminal de ônibus urbanos do continente! -, onde foram distribuídos panfletos para a população e para os trabalhadores do terminal. A notícia de que a tarifa ia subir soou uma surpresa desagradável para muitos passageiros; acompanhada, no entanto, da feliz notícia de que já tem gente lutando para mudar isso. E os manifestantes deixaram bem claro que essa luta não é só contra o aumento, mas contra todo tipo de tarifa no transporte público: por isso, simbolicamente, uma catraca foi queimada no interior do terminal.

A marcha seguiu até a praça da Sé, onde, em assembleia, decidiu-se por seguir até a Prefeitura e lá queimar a catraca novamente. Mesmo com a chuva engrossando, o ato assim o fez, e lá os manifestantes permaneceram por mais meia-hora, cantando e dançando o funk: “Dança Haddad, dança até o chão / Aqui é o povo unido contra o aumento do busão”.

Esse ato não foi uma marcha isolada. Ela se insere numa rodada de ações regionais que o MPL está organizando nessa semana, com o objetivo de difundir a luta pela cidade e fortalecer a divulgação do grande ato do dia 06/06. Na segunda-feira, 200 pessoas tomaram as ruas de Pirituba, zona norte, ocuparam o terminal e a estação de trem, para deixar bem claro: não aceitaremos nenhum centavo a mais! Na quarta-feira, uma nova ação deve ser realizada em frente ao Terminal Jd. Ângela, zona sul, às 6h30 da manhã.

Por uma vida sem catracas! Contra todos os aumentos! MPL-SP

 

caio

Capturar