16/08: Terceiro grande ato em defesa do SUS!

995788_225178934300553_46666270_n

Na próxima sexta-feira, 16/08, o Fórum Popular de Saúde convoca uma terceira grande manifestação em defesa de um SUS 100% público, estatal e gratuito. Após a pressão dos dois últimos atos, o Secretário Estadual de Saúde Giovanni Guido Cerri pediu demissão do cargo. Ora, quem o derrubou foi a luta dos manifestantes, que avançaram duas vezes em direção ao Hospital Sírio Libanês, denunciando as ligações do secretário com os interesses do setor privado. Mas a luta está só começando, de nada adianta trocar secretários se a lógica do sistema permanece: é preciso imediatamente “mudar a política de descaso e privatizações de todos os governos – municipais, estadual e federal”. Contra a privatização dos serviços públicos, o Movimento Passe Livre São Paulo tá junto nessa batalha. Transporte e saúde não são mercadoria!

Veja o link do evento aqui e leia abaixo a nota do Fórum:

Mais uma vitória do poder popular

O Fórum Popular de Saúde foi às ruas no mês de agosto exigindo a demissão do Secretário Estadual de Saúde, Giovanni Guido Cerri, por conflito de interesse. O então secretário, como denunciado no mês de maio pela revista da Associação Docente da Universidade de São Paulo – ADUSP, era secretário estadual da saúde e ao mesmo tempo conselheiro em instituições privadas, como o Hospital Sírio Libanês.

Seu pedido de demissão é uma vitória do Fórum Popular de Saúde e de todos os movimentos aliados que apoiaram os protestos. Entretanto, sabemos que só isto não basta. Precisamos mudar a política de descaso e privatizações de todos os governos – municipais, estadual e federal – que transformam nossa saúde em mercadoria e fazem com que nosso povo, todos os dias, sofra e até mesmo morra por doenças que poderiam ser evitadas.

Trocar apenas a pessoa que esta a frente não resolve a questão, por isso o Fórum Popular de Saúde continua firme na luta por uma saúde 100% pública, estatal e de qualidade. Chamamos usuários do SUS, trabalhadores, estudantes e outros movimentos sociais para as ruas e para aumentarmos ainda mais a organização nas diversas cidades do estado e nas periferias.

Nesta sexta feira, 16 de agosto, vamos continuar a nossa luta e comemorar com mais uma manifestação em frente à Secretária Estadual de Saúde, às 17h, próximo ao metro Clínicas. Isso é só o começo!

A nossa luta é todo dia, nossa saúde não é mercadoria!

1098220_506251016125144_963782543_n

11185_644474162238350_1508681429_n

8 Replies to “16/08: Terceiro grande ato em defesa do SUS!”

  1. Saúde, educação, direito de ir r vir, alimentar-se e viver não são mercadorias.

  2. Ola, tenho 54 anos e procuro manter a esperança de um mundo igualitário, justo, onde o ser humano seja o maior e supremo valor. Isso implica em modos de organizar a sociedade no sentido de distribuir o que produzimos igualitariamente. O passe livre é um desses modos, porém eu pergunto ao movimento- como realizar isso no seio de um modo de produção que, por definição, vive da exploração desigual da mão de obra de quem trabalha? O passe livre nesse contexto não se encaixa. Quem vai pagar por esse serviço? Como movimentar uma engrenagem sem as engrenagens? O passe não seria posterior a uma mudança de modo de organizar a sociedade?

  3. É claro que tem mais coisa envolvida.
    Recentemente fiquei sabendo que o Governador de São Paulo doou um terreno para uma entidade privada “Hospital AC Camargo”, acho discutível este tipo de doação, visto que é dinheiro público indo pro ralo, além disso o hospital (diga-se de passagem é caríssimo), pode com certeza comprar o terreno.
    E pior ainda tem muita gente em Favela que poderia morar em conjuntos habitacionais, justamente neste terreno.
    Sr. Governador, como pode fazer isso com o povo que o elegeu???

  4. Sim, podemos ir à rua, mas não para invadir hospitais, públicos ou privados!
    Que “lógica do sistema”, que “políticas de descaso” podem ser combatidas quando se invade um hospital?
    Não dá para entender…

  5. Por dentro da manutenção do Metrô de SP

    http://youtu.be/R26nLSXznyA

    CLAUDIO ANDRADE 1 segundo atrás
    Felizmente era desta forma, agora com a terceirização,quarteirização 2 funcionários do metro para 180 funcionários da terce rizada.
    Estão sumindo cabos,antenas e até acidentes como este ultimo no dia 05/08/2013 caiu a roda de um trem novo, ao cair a caixa de eletricidade nos causou estranheza é idêntica ao dos trens antigos das empresas Brasileiras Mafersa,Cobrasma que nossos queridos fizeram questão de quebrar para a entrada da atual fornecedora, que com certeza não presta um bom serviço com corrupção pública.

  6. Tv Câmara – Matéria: Portas do Metrô Vila Matilde
    que não funciona!

    A promessa do Gestor de contratos era para 1° semestre de 2013 para resolver o problemas de instalação das portas de segurança que existe uma falha no circuito elétrico e até agora não foi resolvido a 2 anos custo de 12 milhões pagos a empresa http://www.poscoenc.com com antecedência.

    Existe rumores que vão instalar na Estação Penha e Carrão linha vermelha.

    Não vamos deixar, gastar o nosso dinheiro com algo que não funciona e prejudica o usuário e os próprios funcionários do metro (operacional).

    http://youtu.be/t5UBIncENG4

  7. a cupula do psdb e o governador estao commedo do povo.2014 tem eleicao e o filme deles estao queimados……..

Deixe uma resposta