A 50 anos do golpe, segue a resistência contra a violência estatal!

Neste dia primeiro de abril, em que se completa 50 anos do golpe civil-militar, saímos às ruas junto à companheiros e companheiras, vários outros movimentos, para lembrar os que ontem lutaram – e foram perseguidos, torturados e mortos pela ditadura – e denunciar a continuidade da violência estatal hoje.

No início da tarde, ao lado do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) e o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), tomamos a Avenida Paulista contra a violência do Estado em todos os níveis de governo e em todas as suas esferas: das polícias militarizadas e assassinas, que diariamente matam nas periferias e torturam nas delegacias, aos projetos de anti-manifestação que correm no Congresso, sob nomes como “lei antidistúrbio”, “lei antiterrorista” ou proibindo o uso de máscaras.

lutar-direito lutar-direito1 lutar-direito2 lutar-direito3

No fim do dia, nos somamos ao Desfile-Escracho do Cordão da Mentira, que partiu da frente do antigo DOPS.

cordão-mentira cordão-mentira1 cordão-mentira2

Por memória, verdade e justiça, ontem e hoje!

Pelo fim da PM! Contra as leis anti-manifestação e os tribunais de exceção!

Toda força aos que enfrentam a violência do Estado!

Deixe uma resposta