Motoristas e cobradores denunciam demissões após a greve

No dia 20 de maio, motoristas e cobradores da cidade de São Paulo entraram em greve por melhores condições de vida. Desde então – e até hoje – muitos dos trabalhadores que participaram da greve estão sendo demitidos. Nas primeiras duas semanas, mais de 30 nomes constavam nas listas de demissões das empresas Sambaiba, Viação Gato Preto e Santa Brígida. No entanto, durante a Copa do Mundo as ameaças e os rumores só cresceram e, ao final do megaevento, mais de 200 nomes constavam nessas listas.

TODA FORÇA À LUTA DOS MOTORISTAS E COBRADORES!

Deixe uma resposta