2º GRANDE ATO CONTRA A TARIFA

cartaz_4_2015

No dia 05/01, o prefeito Haddad e o governador Alckmin decretaram mais um aumento das tarifas. Deslocar-se pela cidade, algo pelo qual não deveríamos ter que pagar, passa custar R$ 3,50 – e pra quem pega metrô e ônibus, vai para R$ 5,45. Nas linhas do EMTU, o aumento de 16% leva a tarifas estratosféricas.

Na sexta-feira, dia 09/01, cerca de 30 mil pessoas foram às ruas do centro da cidade no 1º Grande Ato Contra a Tarifa, deixando clara a indignação da população com mais esse aumento. No entanto, a marcha foi violentamente reprimida pela Polícia Militar, que atacou os manifestantes com tiros, bombas e prisões. Os governos deixam sua resposta à justa reivindicação popular contra a tarifa: longe de discutir a revogação dos aumentos que decretaram, Alckmin e Haddad respondem só com violência (https://www.youtube.com/watch?v=Nplvo4XcuBc).

Mas a repressão não intimidará a população, e amanhã vai ser maior! Na próxima sexta-feira, dia 16/01, na Praça do Ciclista (Av. Paulista), voltaremos a tomar as ruas do centro no 2° GRANDE ATO CONTRA A TARIFA! Enquanto isso, ao longo da semana, chamamos uma série de atividades nas diferentes regiões da cidade para discutir e organizar a continuidade do movimento.

Cada vez que a tarifa sobe, aumenta o número de pessoas excluídas do transporte coletivo. Com menos gente circulando, novos aumentos serão necessários, numa espiral que diminui cada vez mais o direito à cidade da população. Entre nós e a cidade (que nós mesmos fazemos funcionar!) existe uma catraca que cobra cada vez mais caro.

O passe livre estudantil anunciado pela prefeitura é uma conquista da luta do povo, que foi às ruas em 2013. Mas não é Tarifa Zero! A medida ainda está longe do que é fundamental: enquanto o transporte continuar sendo tratado como mercadoria e enquanto houver tarifa e aumentos, haverá luta da população, se organizando e resistindo em cada canto da cidade!

Não aceitaremos nenhum centavo a mais! Agora é de R$ 3 para baixo, até zerar!

A luta segue até tarifa zero para TODAS E TODOS!
CONTRA A TARIFA!

16 Replies to “2º GRANDE ATO CONTRA A TARIFA”

  1. Em junho de 2014 concordei com os protestos, apesar de não ter participado de nenhum. Os aumentos foram congelados naquele ano devido ser ano de Copa do Mundo e Eleição também. Mas agora em 2015 não concordo com esses protestos pelo motivo que faz anos que não aumento no transporte. Os protestos perderam sentido. Houve outros aumentos em 2015 em que vocês não estão lembrando. Veja quais são:

    1° Energia Elétrica;
    2° Água;
    3° IPTU na cidade de SP;
    4° Aumentos de vários Impostos;
    5° Mudanças na Previdência Social;
    6° Aumento no juros da Habitação;
    7° Aumento nas taxas de Embarque Aéreo, tanto nacional quanto internacional.
    8° Corrupção na Petrobrás. A empresa pertence ao brasileiros e não vejo ninguém fazendo nada.
    9° Taxa da água sobre o consumo;

    E vocês preocupados com 0,50 centavos.

    Se mexem para outras coisas também.

  2. Alem do passe livre gostaria que fosse feito algo sobro a mudanca da nota do ENEM , com nova regra vai deixa muitos alunos fora da universidade já elegemos a presideta agora ela faz o melhor para eles e todos aceitaram como vai melhor o nível dos alunos se o sistema não tem qualidade

  3. Tantas Manifestações para que? se na hora h que é a do voto elegem o Geraldo e toda sua corja novamente no 1º turno.
    Sem falar quem vota no PT.
    TB não gostaria de ver meus imposto para subsidiar passagens.
    Tem coisas muito mais importantes do que a tarifa do ônibus, como a melhoria do mesmo transporte e não a gratuidade da tarifa.
    Isso é pura besteira, além do mais vcs só criticam a policia e fica acobertando um monte de vagabundos que se misturam na multidão ou quem sabe mesmo são um dos lideres do movimentos

  4. A luta continua – todos os explorados estão convidados a participar do ato e construir um futuro melhor e mais igualitário.

    Viva a igualdade! viva o povo pobre!

  5. Pingback: Movimento Passe Livre – São Paulo » Blog Archive » Nota sobre a articulação da prefeitura com setores que não respondem pela população em luta

  6. Prezados (as)

    Em 2013 o movimento passe livre fez história no Brasil, conseguiu através da mobilização social realizar as várias manifestações que pararam o nosso país. Foi um momento histórico, os políticos não sabiam o que fazer, a quem cooptar para barrar os acontecimentos. E o melhor, era ver a população nas ruas, unidos em torno de uma só solicitação: MELHORAR O NOSSO PAÍS.

    A luta vigorosa em torno de um lema “não é apenas por $0,20”. Quando as coisas estavam começando a aflorar o pior aconteceu. O governo voltou atrás no aumento da tarifa, sabendo que se conseguisse retirar o MPL das manifestações, os soldados perderiam força.

    O passe livre, após conseguir a redução da tarifa se retirou das manifestações, deixando bem claro que era tudo por “0,20”. O MPL deixou o povo para morrer nas ruas. Aquele era o momento de vocês, uma juventude engajada, disposta a mudar, que sabia como mobilizar enormes multidões em favor de um ideal.

    Em 2013 vocês tinham o meu apoio e de todos os brasileiros, mas agora, as coisas mudaram, por mais que estejamos revoltados com tudo que vem acontecendo, não cremos mais no movimento de vocês como o mais correto para liderar o povo nas mudanças que precisamos.

    Vi um post acima que pede o que vou sugerir, mudem os ideais de vocês, abram o leque de reivindicações, apostem na luta pela saúde, educação e segurança. Tenho certeza que se vocês levantarem essas bandeiras, o povo voltará a segui-los. Só mais uma coisa, o governo enganou vocês em 2013, e agora???? Conseguiria novamente?????

  7. vocês deveriam convidar os sem água sem luz sem teto oprimidos e reprimidos violentamente pelo governo do estado de são paulo.

  8. PODEM PREPARAR A REPRESSÃO VAI AUMENTAR O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIM NÃO VAI ABRIR MÃO DOS LUCROS BILIONÁRIOS DE SEUS AMIGOS EMPRESÁRIOS ELE PREFERE MATAR TODO MUNDO DO QUE DIMINUIR OS LUCROS DE SEUS AMIGOS MAS A LUTA TEM QUE CONTINUAR.

  9. vcs acenderam uma chama em 2013 e abandonaram depois da reducao dos 20 cents desta vez a populacao que abandonou vcs a tarifa ira almentar e nao a nada que possam fazer !!!!!

  10. Sou super à favor, estive presente em todas as manifestações feitas aqui na capital de São Paulo, infelizmente à aqueles que vão somente para bagunçar!

    JUNTO CONTRA A TARIFA!!

  11. Lana, quem atrapalha sua vida é o Estado, que te empobrece e te emburrece.

  12. Isso é uma palhaçada! Vocês só atrapalham a vida do trabalhador q quer voltar pra casa após o dia de trabalho. Sem contar o estado de degradação q a cidade fica após o “ato” de vocês.

  13. Parabéns pelo movimento pacífico de vcs, infelizmente sempre haverá manifestantes violentos, até mesmo aqueles q só vão para a manifestação criar confusão. O Paulistano não merece essa tarifa, muito menos a falta de água. Cuidado, a falta de água irá atropelar a agenda de vcs. Na verdade, qq agenda. Infelizmente não irá chover o suficiente, o Cantareira deve secar em 2-3 meses, não há mais chuva nem obra para impedir o colapso de abastecimento de SP. Todos os níveis de seca (climática, econômica, agronômica) já foram atingidos. Sem água não terá mais sentido discutir transporte ou qq outra coisa. São Paulo Capital deverá diminuir forçadamente a partir de março próximo. Empregos serão cada vez mais raros. Os imóveis vão desvalorizar pouco a pouco. O transporte forçadamente deverá aumentar de preço ou manter essa tarifa, pois não terá tanta gente para transportar na Capital. Não sei como fazer a troca de prioridade, mas tarifa de transporte não será questão de prioridade do Paulistano logo após o carnaval.

  14. Uma coisa que vai ajudar na causa de vocês, é tirarem a palavra “tarifa”, assim como tantas outras. Não é contra tarifas que vocês estão, é a favor do transporte público gratuito e de qualidade para todos! Então não é pensando em tarifa, nem focando nisso, isso é focar no problema, que gera mais problema, pensem na solução, pra atrair mais solução 🙂

Deixe uma resposta