2º GRANDE ATO CONTRA A TARIFA

cartaz_4_2015

No dia 05/01, o prefeito Haddad e o governador Alckmin decretaram mais um aumento das tarifas. Deslocar-se pela cidade, algo pelo qual não deveríamos ter que pagar, passa custar R$ 3,50 – e pra quem pega metrô e ônibus, vai para R$ 5,45. Nas linhas do EMTU, o aumento de 16% leva a tarifas estratosféricas.

Na sexta-feira, dia 09/01, cerca de 30 mil pessoas foram às ruas do centro da cidade no 1º Grande Ato Contra a Tarifa, deixando clara a indignação da população com mais esse aumento. No entanto, a marcha foi violentamente reprimida pela Polícia Militar, que atacou os manifestantes com tiros, bombas e prisões. Os governos deixam sua resposta à justa reivindicação popular contra a tarifa: longe de discutir a revogação dos aumentos que decretaram, Alckmin e Haddad respondem só com violência (https://www.youtube.com/watch?v=Nplvo4XcuBc).

Mas a repressão não intimidará a população, e amanhã vai ser maior! Na próxima sexta-feira, dia 16/01, na Praça do Ciclista (Av. Paulista), voltaremos a tomar as ruas do centro no 2° GRANDE ATO CONTRA A TARIFA! Enquanto isso, ao longo da semana, chamamos uma série de atividades nas diferentes regiões da cidade para discutir e organizar a continuidade do movimento.

Cada vez que a tarifa sobe, aumenta o número de pessoas excluídas do transporte coletivo. Com menos gente circulando, novos aumentos serão necessários, numa espiral que diminui cada vez mais o direito à cidade da população. Entre nós e a cidade (que nós mesmos fazemos funcionar!) existe uma catraca que cobra cada vez mais caro.

O passe livre estudantil anunciado pela prefeitura é uma conquista da luta do povo, que foi às ruas em 2013. Mas não é Tarifa Zero! A medida ainda está longe do que é fundamental: enquanto o transporte continuar sendo tratado como mercadoria e enquanto houver tarifa e aumentos, haverá luta da população, se organizando e resistindo em cada canto da cidade!

Não aceitaremos nenhum centavo a mais! Agora é de R$ 3 para baixo, até zerar!

A luta segue até tarifa zero para TODAS E TODOS!
CONTRA A TARIFA!

3 Replies to “2º GRANDE ATO CONTRA A TARIFA”

  1. Estou de acordo com a manifestação,porém, acredito que de para fazer algo mais organizado que da ultima vez, começando a manifestação logo de manhã parando as principais avenidas e rodovias que dão acesso a capital SP, porque assim a maioria não vai nem chegar ao serviço, acho mais desgastante ao trabalhador que sai cedo de casa pegando ônibus caro e superlotado e se cansa ainda mais ao voltar pra casa demorando horas e horas por causa da manifestação.

  2. Nossa linha Merto Campo Limpo Embu das Artes um Aumento absurdo de 3.80 para 4.45 uma vergonha fora que o onibus demora 1 hora pra passar nos pontos movimento de Embu das Artes e Região

  3. estou de acordo com o movimento e queria dizer que ele o governante queria calar a boca do movimento com a gratuidade mais cairam do cavalo nao é isto que o movimento quer