NOTA DE APOIO – TODO A FORÇA À LUTA CONTRA OS CORTES NA EDUCAÇÃO!

O Movimento Passe Livre é um movimento social que luta por um transporte público de verdade, ou seja, que funcione de acordo com os interesses da população que usa e trabalha nele. O transporte é fundamental pra que a gente possa acessar todos os lugares que frequentamos ou gostaríamos de frequentar no dia a dia. Por isso, dizemos que enquanto ele não funcionar como um DIREITO, ou seja, enquanto não for GRATUITO, nenhum outro direito está garantido, porque só quem tiver o dinheiro pra pagar R$4,30 (pra ir, mais R$4,30 pra voltar!) poderá chegar a um hospital, um parque, uma escola ou qualquer outro lugar que supostamente seria público.

Nesse sentido, a luta pelo transporte e a luta pela educação se conectam de muitas formas. Na cidade de São Paulo, a conquista do Passe Estudantil, em 2015 – após as manifestações contra o aumento da tarifa – é uma prova disso, porque ter que pagar a condução pra ir e voltar da escola muitas vezes faz com que estudantes faltem nas aulas ou tenham que fazer longas caminhadas a pé. Os recentes cortes e bloqueios nas gratuidades estudantis não só tem aumentam a evasão escolar, como impedem a educação em atividades fora da escola. A luta contra os cortes no Transporte Escolar Gratuito (TEG) é outro exemplo: sem esse transporte, muitas mães não têm como chegar à tempo no emprego e deixar as crianças na escola, por isso se organizaram junto aos condutores das peruas e pressionaram a Prefeitura.

Defendemos para a educação o mesmo princípio que guia nossa luta por transporte: uma vida sem catracas!

E isso significa lutar pela AMPLIAÇÃO e MELHORIA dos serviços públicos. Exatamente o oposto daquilo que os de cima tentam nos impor: sempre cortes e mais cortes, argumentando que quem deve arcar com a crise são os de baixo. A velha receita de cortar “gastos” (que na verdade são os investimentos necessários pros serviços funcionarem), precarizar e depois privatizar é usada tanto no transporte quanto na educação.

Mas acreditamos que também na resposta a esses ataques nossa força pode ser construída por um caminho em comum: é nóis por nóis ocupando as ruas, pressionando os governantes e mostrando que não vamos abaixar a cabeça. Só assim podemos vencer!

Por isso, apoiamos e chamamos geral pra colar nos próximos atos pela educação, até barrarmos os cortes!

SEGUNDO GRANDE ATO PELA EDUCAÇÃO
dia 23 de maio, quinta, 17h30
no vão do MASP

EDUCAÇÃO E TRANSPORTE NÃO SÃO GASTOS, SÃO DIREITOS!

#15M #23M #30M
#TiraMãoDoMeuIF
#TiraMãoDaMinhaBolsa
#TsunamiDaEducação
#RevogaOsCortes

https://www.facebook.com/events/1013907632132142/