Nota contra o corte de linhas na Cidade Universitária

Contra o corte de linhas na cidade universitária! Transporte é uma necessidade básica: dependemos dele diariamente para viver e nos deslocar pela cidade (ir e voltar da universidade, por exemplo). É por isso que o transporte coletivo deveria ser um serviço verdadeiramente público, de acesso universal e entendido como um direito. Mas a realidade é outra: controlado por empresas privadas, o sistema de ônibus em São Paulo hoje funciona como um negócio muito lucrativo. Isso fica visível nos altos preços das tarifas, que só aumentam; mas não para por aí. Toda organização do sistema é planejada para favorecer o lucro dos empresários, e nunca as necessidades dos usuários. O que está acontecendo na Cidade Universitária é um exemplo disso. Em 2012, o trajeto da linha 107T-10 “Tucuruvi – Butantã USP” foi reduzido até Pinheiros e, em 2013, a linha 177P “Metrô Santana – Butantã USP” foi reduzida até o Metrô Butantã. Com isso, quem vinha em um só ônibus direto até a universidade, agora tem de ir até o Terminal Butantã e de lá pegar um circular – normalmente enfrentando filas e viajando de pé em veículos completamente lotados. A situação que já está ruim pode ficar pior: dizem alguns cobradores Continue lendo Nota contra o corte de linhas na Cidade Universitária