Ilustrações

11 Replies to “Ilustrações”

  1. Boa noite.
    É necessário urgentemente, antes que qualquer ato seja programado: elaborar uma cartilha básica de organização,manutenção e resistência para o MPL nacionalmente. Nessa cartilha orientação para que o movimento crie grupos com
    especialização em transporte, água potável, socorro com material adequado para
    acidentes previsíveis, alimentação e luta-livre. Alternar movimentação e descanso para garantir prologamento dos atos e cansar a repressão. 2)merendas
    básicas também produzidas antes ou nas proximidades com autofinanciamentos e
    distribuição. 3) o mpl precisa assim aperfeiçoar-se organizando-se em logísticas várias para garantir mobilização, defesa, alimentação, informação permanente sempre por canais também próprios não deixando a população que não estiver em ação ser iludida pela imprensa e pelo Estado, que poderá lançar no seio da população boatos para separá-la do movimento como ocorreu em 2014.

  2. Pingback: Reunião com o prefeito de Maceió | Bicicletada Maceió

  3. Boa Tarde! Aqui em Águas Lindas toda empresa tem seu vale-transporte próprio e não recebe de outras empresas, fazendo com que o usuário tenha que esperar por uma única empresa pois ele é refém do vale-transporte sem integração entre as empresas. http://ow.ly/qdelH Aqui toda e qualquer mudança no transporte depende da ANTT, Ai já viu né!!!

  4. PREZADOS, PARABÉNS PELO MOVIMENTO E PELAS CONQUISTAS ALCANÇADAS ATÉ AGORA. NESTE MOMENTO HISTÓRICO VOCÊS SÃO “A VOZ DO BRASIL” SOMADA A OUTROS MOVIMENTOS E MANIFESTAÇÕES EM UMA SÓ VOZ. GOSTARIA DE SUGERIR QUE VOCÊS LEVANTEM A VOZ CONTRA A IDEIA DA DILMA – DO PLEBISCITO. O BRASIL NÃO QUER UM PLEBISCITO INÚTIL COM PERGUNTAS IDIOTAS PARA COZINHAR O POVO EM BANHO MARIA. QUEREMOS MUDANÇAS OBJETIVAS E IMEDIATAS. QUEREMOS ACABAR COM A FARRA DO BOI NA UTILIZAÇÃO DO DINHEIRO PÚBLICO. QUEREMOS O FIM DOS INÚMEROS BENEFICIOS/AUXILIOS E VERBA DE GABINETE DOS DEPUTADOS E SENADORES, ELES DEVEM RECEBER APENAS O SALÁRIO DELES (que já é muito p/ quem não faz nada) E NADA MAIS. ELES NÃO DEVEM RECEBER HORA EXTRA, POIS QUANDO FALTAM NO TRABALHO NÃO É DESCONTADO DO SALÁRIO. DEVEMOS COBRAR TAMBÉM A PRODUTIVIDADE DOS DEPUTADOS E SENADORES – NENHUMA PAUTA PODE FICAR PARADA ESPERANDO VOTAÇÃO POR MAIS DE 30 DIAS. VAMOS COLOCAR ESSES IMPRESTÁVEIS POLÍTICOS PARA TRABALHAR.

  5. O PRONUNCIAMENTO DA DILMA FOI PURA ENROLAÇÃO. O PLEBISCITO ESBARRARIA NAS ELEIÇÕES DO ANO QUE VEM, TODAS AS MEDIDAS EXIGIDAS PELO MPL SÃO AUTÊNTICOS E TEM QUE SER ATENDIDO AGORA. NÓS NÃO PODEMOS NOS DEIXAR ENGANAR, O MOVIMENTO TEM QUE CONTINUAR EXIGINDO SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA E PRINCIPALMENTE FIM DA CORRUPÇÃO E PRISÃO DOS PETRALHAS DO MENSALÃO.
    SE ACABAR COM A CORRUPÇÃO, NÃO VAI FALTAR DINHEIRO PARA CUMPRIR AS EXIGÊNCIAS DO MOVIMENTO.

    VAMOS CONTINUAR O MOVIMENTO!!!!!!!

  6. Prezados
    Apesar de não ter muita grana gostaria de colaborar com confecção de cartazes.
    Gostaria também de saber se podemos utilizar cartazes com a frase ” PELA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL”.

  7. Não consigo comunicação com o site principal. Quero encaminhar a p UMA PROPOSTA PARA A AGENDA DO PAÍS
    É mais do que urgente que se crie uma pauta para guiar as decisões dos grupos que encabeçam este histórico momento. A questão não é reduzir salário de deputados. A questão é reduzir o número de cadeiras de deputados, vereadores, cargos de confiança. Esta proposta tem este sentido. Leia e você entenderá. Vamos fazer renascer uma nova forma de administrar os recursos públicos, de forma que a sociedade seja contemplada com melhor educação, saúde, mobilidade urbana e que se supra as carências em outros setores deste nosso querido e amado país. Assim, coloco à avaliação, as seguintes propostas:
    1. Redução em 25% (vinte e cinco) do número de deputados federais, estaduais e vereadores no prazo de 08 anos;
    2. Redução em 40 % (quarenta por cento) do número de assessores da Câmara Federal, Senado, Assembleias Estaduais e Câmaras de Vereadores no prazo de 08 anos;
    3. Redução em 40% (quarenta por cento) do número de Cargos Comissionados no âmbito da União, dos Estados e dos municípios no prazo de 08 (oito anos), sendo, metade nos próximos 05 (cinco) anos e metade nos três anos seguintes;
    4. Os membros do Tribunal de Contas da União serão eleitos através de votação pelo Senado Federal mediante apresentação de listra tríplice e voto secreto.
    5. Os membros dos Tribunais de Contas dos Estados e Municípios, terão seus mandatos limitados ao prazo máximo de 8 (oito) anos, sem direito a recondução, pelas Assembleias legislativas e Câmaras Municipais, através da apresentação de lista tríplice. A cadeira do membro do Tribunal de Contas será preenchida por pessoa que demonstre ter formação técnica e capacidade profissional, além de que não seja político que tenha exercido mandato nos últimos 8 (oito) anos. Vedada a eleição de políticos com mandato;
    6. Os membros da cadeira de ministros do STF, STJ e demais tribunais federais serão eleitos por membros do Senado, através da apresentação de lista tríplice e voto secreto.
    7. Os Desembargadores dos Tribunais Estaduais serão eleitos pelas casas legislativas, devendo a escolha ser feita através da apresentação de lista tríplice e voto secreto.
    8. Redução do número de Ministério em 1/3, já na próxima legislatura, ficando limitados este número a 16 (dezesseis) Ministérios, no prazo de 8 (oito) anos;
    9. Ficará limitado a 14 (quatorze) o número se Secretarias de Estado;
    10. Ficará limitado a 10 (dez) o número de Secretarias Municipais com cidades de mais de 100 mil habitantes;
    11. As cidades com menos de 100 mil habitantes só poderão ter 07 (sete) Secretarias;
    12. Os eleitos para Câmaras de Vereadores para cidades com menos de 50 mil habitantes não terão remuneração;
    13. Os vereadores das demais cidades serão remunerados com o teto máximo correspondente a 60% (sessenta por cento) do que recebe o chefe do Poder Executivo;
    14. Redução da carga tributária em 8% nos próximos 09 (nove) anos;
    15. A Constituição Federal, Estadual e Leis Orgânicas dos Municípios, bem como leis nos três níveis da federação serão alteradas para adequá-las à nova realidade;
    16. Todos os recursos resultantes da economia proporcionada pelas decisões acima, serão carreados para a área de saúde e mobilidade urbana dos respectivos entes federados, já que a área da educação será contemplada com recursos do pré-sal.

    Luiz Carlos Barros da Silva
    Limoeiro – PE
    Barrossilva1959@uol.com.br

    roposta abaixo, mas está muito difícil. Vou encaminhar através deste link para ver se alguém consegue visualizar.

  8. Pingback: Lincoln Secco: Anatomia do Movimento Passe Livre | Blog do Mauro Alves da Silva

  9. Boa tarde
    Fica-se horas sentado nesses pontos de onibus,com riscos de assaltos,chuva,sol,além de tudo isso mais alguamas coisas,os onibus demoram,fica-se me pé,motoristas mal educados,fedorentos,velhos,demoram.não tem horario para passar etc e tal.
    Lutemos por passagens de graça.

  10. Pingback: E se Joaquim Barbosa fosse candidato a presidente? | SCOMBROS

  11. Pingback: Lincoln Secco: Anatomia do Movimento Passe Livre - Viomundo - O que você não vê na mídia

Deixe uma resposta