Nota em resposta à declaração de Lula sobre a revolta popular de 2013

Nós, do Movimento Passe Livre de São Paulo, lamentamos a forma desrespeitosa com que o ex-presidente trata as centenas de milhares de pessoas que saíram as ruas em 2013 – entre as quais certamente estavam muitas das que o elegeram. Infelizmente, na narrativa construída por Lula, a luta por um transporte verdadeiramente público é simplesmente apagada. Ao comparar a onda de protestos que aconteceu aqui àquelas que têm tomado diversos países da América Latina, ele afirma que a diferença é que no Brasil não fomos às ruas para lutar por direitos e não tínhamos reivindicações específicas. Nada poderia ser mais distante da realidade. Todas as manifestações que organizamos tinham um objetivo claro: fazer com que o aumento na tarifa dos transportes fosse revogado. Desde que o Movimento Passe Livre existe (ele foi fundado em 2005), toda vez que o preço das passagens de ônibus, trens e metrôs sobem, organizamos manifestações. Aliás, é importante lembrar que as lutas contra o preço das passagens acontecem desde que existe a tarifa. E que a luta para garantir que toda a população possa circular e acessar todas as infrestruturas da cidade é a luta que, hoje e sempre, virá dxs de baixo, dxs periféricxs, Continue lendo Nota em resposta à declaração de Lula sobre a revolta popular de 2013