Aula pública sobre as licitações: Quem manda no nosso busão?

Estamos nos aproximando de um momento decisivo no sistema de transporte coletivo do município de São Paulo: o processo licitatório. As licitações definem grande parte do contrato entre governantes e empresários. Elas ocorrem há cada dez anos e geram muitos impactos no sistema de transporte coletivo durante esse período, como na configuração das linhas, na qualidade do transporte e até mesmo na tarifa. A última licitação, que ocorreu em 2003 na gestão Marta, trouxe uma série de mudanças que dificultaram muito a vida da população. Por trás de implantações como o bilhete único, corredores de ônibus e terminais, havia o projeto tronco-alimentador, responsável pelo corte de diversas linhas de bairro e pelo aumento das filas de espera em pontos e terminais. Mas a medida mais drástica que compôs essa licitação foi a consolidação da remuneração por passageiro, que incentivou os empresários a lotarem os ônibus e diminuirem a frota para lucrarem mais. A licitação que será discutida em breve foi apresentada pela primeira vez em 2013, mas as manifestações populares na luta contra o aumento da tarifa levaram ao seu cancelamento pela gestão Haddad. Assim, as empresas que continuam operando o transporte público fazem sem licitação já há mais de Continue lendo Aula pública sobre as licitações: Quem manda no nosso busão?

Devolvam os ônibus da linha 5362-10 – Praça da Sé / Pq. Res. Cocaia!

A Luta do Transporte no Extremo Sul denuncia: Prefeitura reduz pela metade os ônibus da linha 5362-10, Res. Cocaia / Praça da Sé, numa clara manobra para preparar um corte de linha. Segue abaixo a nota do movimento: DEVOLVAM OS ÔNIBUS DA LINHA 5362-10 – PRAÇA DA SÉ / PQ. RES. COCAIA! No último sábado, 30/08, a SPTrans reduziu pela metade uma das últimas linhas que faziam o trajeto direto bairro-centro na nossa região, o 5362-10 Praça da Sé – Parque Residencial Cocaia. Agora todo mundo que pega esse ônibus está sendo obrigado a enfrentar longas filas e tempo de espera de mais de 45 minutos. Para o trabalhador, isso significa mais tempo perdido no trânsito, mais lotação no ônibus, mais estresse, mais humilhação coletiva. Já os patrões das empresas de ônibus estão enchendo os bolsos de dinheiro, pois além de reduzirem a linha pela metade, deixaram os piores e mais velhos ônibus rodando, causando constantes quebras durante o trajeto da linha. Foi pra isso que fizeram a reforma da Belmira, para depois reduzir nossas últimas linhas? De que adiantou abrir espaço para os ônibus circularem mais rápido na avenida, se agora temos que perder ainda mais tempo em filas Continue lendo Devolvam os ônibus da linha 5362-10 – Praça da Sé / Pq. Res. Cocaia!

Ato em frente à SPTrans: entrega de estudo crítico ao corte de linhas na M’Boi Mirim

Na quarta-feira, 18/06, às vésperas do grande ato NÃO VAI TER TARIFA, os companheiros da Luta do Transporte na M’Boi Mirim estarão às 10h em frente à SPTrans, na r. Boa Vista (Centro) para entregar aos burocratas um documento de estudo crítico aos cortes de linhas. Nossa solidariedade total: contra os cortes de linha, luta e organização em cada bairro! Acesse o evento clicando aqui e leia a convocatória abaixo: Há anos a M’Boi Mirim é palco de grandes lutas pela melhoria do transporte. Frente ao descaso gritante da prefeitura, nós, os usuários, ocupamos a rua por várias vezes exigindo a duplicação total da estrada (e não da ponte!) e a volta das linhas de ônibus diretas até o centro, que foram cortadas ao meio. No entanto, as repostas que ouvimos da prefeitura sempre foram muito parecidas: eles sempre vêm com dados técnicos, e falam que não podem fazer nada sem um estudo antes. No fim das contas sempre dá na mesma, eles enrolam, enrolam, e não fazem nada. Para responder a essa enrolação, resolvemos, em parceria com o grupo APÉ Mobilidade, do Escritório Piloto da POLI-USP, fazer um estudo técnico entre nós mesmos, baseado no que pensam os trabalhadores Continue lendo Ato em frente à SPTrans: entrega de estudo crítico ao corte de linhas na M’Boi Mirim