Denúncia da atuação da midia nos protestos contra a tarifa

As imagens amplamente divulgadas pelos veículos da grande mídia no protesto da última sexta feira dia 9 não correspondem à veracidade dos fatos. São imagens que expõem as vidraças quebradas de agências bancárias e os sacos de lixo queimados. Não concordamos com a postura de alguns manifestantes, mas não é função do MPL identificar, julgar ou criminalizar quem está nas ruas, protestando contra a violência diária do transporte e suas tarifas. Buscamos fazer um ato pacífico, com começo, meio e fim. Por este motivo decidimos o trajeto do ato de forma democrática e horizontal, através de assembleia. No entanto, não aceitamos também a omissão da grande mídia que não divulga as covardes sessões de tortura a céu aberto promovidas pela PM a qual, em mais de um momento, cercou manifestantes desarmados e isolados espancando-os coletivamente sem qualquer justificativa e sem que esses manifestantes representassem qualquer ameaça. Responsibilizamos também o Comando da PM e a Secretaria de Segurança Pública que parecem concordar com esse tipo de prática realizada pela corporação cujo resultado todos nós conhecemos. Não por acaso, quase todos os manifestantes presos ilegalmente para averiguação foram soltos sem qualquer acusação. Além disso, a ação de bombardear 30 mil pessoas com Continue lendo Denúncia da atuação da midia nos protestos contra a tarifa

Nota sobre a manifestação do dia 6

Nota nº1: esclarecimento do MPL São Paulo sobre o ato de 06/06 Movimento Passe Livre de São Paulo vem com esta nota esclarecer as acusações de vandalismo e depredação do patrimônio público feita pela Policia Militar de São Paulo e por parte da imprensa. Ontem, quinta-Feira, foi realizado o 1º Grande ato contra o aumento da tarifa no transporte público da capital paulista. Com concentração inicial em frente ao Teatro Municipal, o ato reuniu 5 mil pessoas e seguiu em caminhada pacífica pelas ruas do centro da cidade. Exercendo seu legítimo direito de se manifestar, as pessoas ocuparam importantes vias da capital e em seguida sofreram diversos momentos de repressão violenta por parte da Polícia Militar. A população que já revoltada com o abusivo aumento das tarifas reagiu e revidou a agressão dos policiais – que, vale a pena lembrar,são os policiais que possuem armas e bombas. Ontem, a PM feriu dezenas de pessoas. As imagens dessa repressão brutal podem ser vistas em toda a mídia e em vídeos nas redes sociais. A truculência da PM é um fato conhecido até mesmo pela imprensa, que diversas vezes tem seus cinegrafistas e repórteres vítimas dessa violência. As depredações só se iniciaram depois Continue lendo Nota sobre a manifestação do dia 6