“Mobilidade urbana como um problema”

Como resultado de um encontro de militantes de diversos movimentos sociais, ocorrido em São Paulo em 2012, o militante Legume Lucas escreveu este texto para a revista do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Por algum motivo o texto nunca foi publicado. Agora, depois de muitos outros frutos mais interessantes daquele encontro, o Passa Palavra o publicou, para pensar, à luz das novas mobilizações, os caminhos discutidos antes de junho Recentemente temos visto a questão da mobilidade urbana ganhar destaque nas discussões sobre a cidade. Parece existir um amplo consenso sobre a necessidade de permitir a melhor circulação das pessoas, resolvendo os problemas de trânsito caótico, diminuindo o tempo gasto em deslocamentos, ampliando as infraestruturas urbanas. Contudo, se pretendemos discutir mobilidade urbana a sério, é necessário ultrapassar aquele consenso e perceber como as contradições sociais presentes na cidade se expressam nesta temática. O enfoque comumente adotado ao se tratar de mobilidade urbana é o caos no trânsito ou, de maneira um pouco mais elaborada, a crise nos transportes, considerando-se como problema básico o tempo gasto com os deslocamentos realizados na cidade. As soluções apontadas para este problema giram em torno de dois eixos: a construção de infraestruturas voltadas para os Continue lendo “Mobilidade urbana como um problema”