MPL debate a política tarifária na Câmara Federal (Vídeo)

A Proposta de Emenda Constitucional 90 de 2011, elaborada por Luiza Erundina,  propõe a inclusão do transporte no artigo sexto da Constituição Federal, passando a considerá-lo um Direito Social. Em decorrência das manifestações de Junho a PEC90 foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça, sendo encaminhada para o plenário da Câmara Federal. Para aprofundar e qualificar o debate acerca do transporte e da política tarifária o Movimento Passe Livre foi convidado, junto com Lúcio Gregori e Marilena Chaui, para falar na Câmara dos Deputados.

A farsa do “passe livre” estudantil.

Nota do MPL São Paulo sobre o projeto de “passe livre” estudantil Não nos causa surpresa o oportunismo do presidente do Senado, Renan Calheiros, que na última semana apresentou um projeto de “passe livre” para estudantes. Nos momentos de revolta, há sempre aqueles que querem aparecer como salvadores. Viram que a maioria dos envolvidos nos protestos eram jovens, e decidiram propor a gratuidade para estudantes na tentativa de acalmar os ânimos. O Movimento Passe Livre (MPL) defende que o transporte deve ser um direito de toda população. Somente com a Tarifa Zero é possível garantir o direito à cidade.Nas revoltas do último mês, milhares de pessoas nas ruas deixaram claro que, para o povo, todo aumento na tarifa é injusto. A própria tarifa é uma injustiça! Em várias cidades do país hoje, as manifestações não exigem mais a simples redução da passagem, e sim o fim da cobrança de tarifa. A decisão sobre as tarifas dos transportes coletivos são responsabilidade do Poder Municipal, mas o Poder Federal pode criar condições para a mudança na política de transporte. Por isso defendemos a aprovação da PEC 90/11 que incluirá o transporte como um direito social na Constituição. Se o transporte passa a Continue lendo A farsa do “passe livre” estudantil.