Nota pública sobre as declarações do Prefeito

Nota nº9: Nota pública sobre as declarações do Prefeito Ontem, centenas de de milhares de pessoas tomaram o Centro, a avenida Paulista, a Rodovia Raposo Tavares, a Ponte do Socorro, a Cidade Dutra, as linhas Rubi e Esmeralda da CPTM. Hoje, foi a vez da M’Boi Mirim, da Regis Bittencourt e da Anchieta. A reivindicao é clara: revogacao imediata do aumento da tarifa! Enquanto isso, o prefeito Haddad e o governador Alckmin se mantêm intransigentes, e tomam a atitude irresponsável de não atender aos clamores populares. Essa é a causa da revolta popular que vemos se espalhar pela cidade. O poder público de São Paulo tem adotado duas posições claras em relação aos protestos populares pela revogação do aumento das passagens na cidade. O governo do Estado se cala e desaparece do debate público, se negando dialogar e criando uma ideia que essa é uma questão única de segurança pública, colocando sempre o comando da PM à frente de todas as situações.O governador Geraldo Alckimin deixa claro que prefere mandar a polícia para tratar de uma demanda da população. Isso comprova que São Paulo não lida bem com manifestações, como afirmou o prefeito hoje. Será mesmo que é a população que não está pronta para a “vida democrática”? Já a Prefeitura tenta de toda forma iludir o povo nas ruas, criando Continue lendo Nota pública sobre as declarações do Prefeito

Nota do MPL sobre a reunião com a Prefeitura

Nota nº7: Nota do MPL sobre a reunião com a Prefeitura Na manhã de hoje, 17/06, o Movimento Passe Livre (MPL) foi convocado para uma reunião com o Secretario de Governo, João Donato, para discutir a participação do movimento no Conselho da Cidade. A militante do MPL destacada para essa função foi surpreendida pela presença, não informada previamente, do prefeito Fernando Haddad. O prefeito fez diversos apontamentos e justificou que não é possível revogar o aumento da tarifa por motivos técnicos. Contudo, os aumentos de tarifa não se tratam de uma questão técnica, mas política, como provam os diversos lugares em que a pressão popular conseguiu os reverter. Mesmo com a presença surpresa do prefeito, essa conversa não tinha o poder de negociar a revogação do aumento. O MPL vem a público reforçar a necessidade de estabelecer um espaço de negociação sobre a pauta única das manifestações – a revogação do aumento. Sendo assim mantemos o convite para o prefeito, Fernando Haddad, se reunir com o MPL na quarta-feira, 19/06, às 10h no sindicato dos jornalistas. Movimento Passe Livre – São Paulo (MPL-SP) 17/06/2013