Sobre o ato do dia 14/08

Respondendo algumas perguntas frequentes sobre a participação do MPL no ato do dia 14/08: – O que é o ato do dia 14/08? O ato do dia 14/08 é uma manifestação de denúncia, frente ao desvio de mais de 570 milhões reais de dinheiro público nos contratos das licitações do Metrô e da CPTM. É mais uma mobilização na luta por um transporte verdadeiramente público, organizado de acordo com os interesses dos seus trabalhadores e usuários, e não pelo lucro das empresas e políticos. – Quem está organizando o ato? O ato está sendo organizado pelo Sindicato dos Metroviários, e conta com o apoio de diversos outros grupos, como o MPL e o MTST. Fortaleceremos o ato porque sabemos que só unindo a luta dos passageiros com a dos trabalhadores é que conquistaremos um transporte verdadeiramente público, sem tarifa e sob controle popular. Por isso somos totalmente solidários à iniciativa dos Metroviários. – Essa é a “volta do MPL às ruas”? Essa não é a volta do MPL às ruas porque o MPL nunca saiu das ruas. Desde junho, o MPL tem apoiado e fortalecido vários atos, de movimentos de moradia, de saúde pública, de articulações contra a Copa e de organizações de Continue lendo Sobre o ato do dia 14/08

Chega de sufoco! Trabalhadores e usuários por outro transporte: ato dia 14/08

Nas últimas semanas, denúncias de superfaturamento de contratos, formação de cartel e desvio de verbas atingiram o metrô e a CPTM. Mais de 570 milhões de reais, de dinheiro público, que deveria ser investido no transporte público, serviram mais uma vez aos interesses dos empresários e políticos. Mais uma vez a segurança e as necessidades dos trabalhadores e usuários foi ignorada. Todos os dias, sofremos com acidentes, panes nas linhas, plataformas lotadas. Nosso sufoco cotidiano beneficia os de cima, que só usam o transporte coletivo para lucrar. Seus lucros seguem nos trilhos, nossos trens não. Provamos que não precisa ser assim: em junho, derrubamos a decisão dos empresários e politicos. A força das ruas barrou o aumento. Hoje, continuamos essa luta ao lado dos trabalhadores do transporte. Os interesses privados não podem controlar o transporte público. Somos nós, que todos os dias andamos e trabalhamos sobre esses trilhos, que vamos construir um outro transporte. CHEGA DE SUFOCO: TRABALHADORES E USUÁRIOS POR UM OUTRO TRANSPORTE! Por uma vida sem catracas, Movimento Passe Livre – São Paulo (MPL-SP) ————– Outras publicações sobre o ato aqui e aqui. Evento do ato: https://www.facebook.com/events/510143795720936/

Metroviários e MPL distribuem carta aberta contra os desvios no Metrô!

No dia 06/08, em diversas estações do metrô, o MPL distribuiu junto com os metroviários cartas abertas à população, denunciando a forma como se organiza atualmente o transporte público e divulgando o ato do dia 14/8. Só com a luta conjunta dos usuários e trabalhadores é que o transporte vai mudar! Leia mais sobre o ato clicando aqui e leia a carta aberta na íntegra no site do Sindicato dos Metroviários: http://www.metroviarios.org.br/site/images/cartaaberta/cartaaberta_060813.pdf

A luta por transporte público continua: contra os desvios no Metrô!

Desde meados de 2012, a multinacional alemã Siemens tem delatado a existência e sua participação em um cartel que atuava nos contratos e licitações dos metrô e trens do Estado de São Paulo. A notícia veio à tona na semana passada, em uma matéria da revista ‘IstoÉ’, que estimava que R$ 50 milhões tinham sido desviados devido a esse esquema. No domingo, o Conselho Admnistrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público, que investigam o cartel, já estimavam que o montante desviado teria sido de pelo menos R$ 425 milhões. Esses números são provavelmente ainda maiores, pois estão sendo investigados apenas alguns contratos, que fazem parte de um conjunto maior, de proporções gigantescas: o valor dos contratos até 2008 de uma das empresas investigadas, a Alstom, é de mais de R$ 5 bilhões. Vale lembrar que essa empresa já foi investigada e punida em diversos países por pagamento de propina e que casos como esses não são novos nem inéditos, vide vencimento dos lotes 3 a 8 da linha 5 – Lilás do Metrô. Essas notícias só reforçam como o transporte coletivo é hoje tratado como fonte de lucro, como mercadoria. O sufoco que passamos todo dia no trem e metrô é consequência Continue lendo A luta por transporte público continua: contra os desvios no Metrô!

Metroviários marcam paralisação dia 11 e exigem redução da tarifa até a Tarifa Zero!

Em Assembleia na semana passada, os Metroviários de São Paulo indicaram paralisação das atividades no dia 11/07, se somando às mobilizações do “Dia Nacional de Lutas” convocado pelas centrais sindicais, com apoio de vários movimentos e organizações. A categoria vai exigir a redução das tarifas rumo à Tarifa Zero, estatização do transporte, melhores condições de trabalho e outras pautas. É por entender que só com a aliança entre os usuários e os trabalhadores conseguiremos transformar o transporte que o MPL dá seu apoio total à essa mobilização! A assembleia realizada no dia 4  decidiu pela greve no dia 11 de julho, próxima quinta-feira. Os metroviários vão lutar pela redução das tarifas do transporte público, rumo à tarifa zero e a estatização do setor, mais investimentos dos governos no setor metroferroviário, fim do Fator Previdenciário e aumento das aposentadorias, redução da jornada de trabalho sem redução dos salários, mais investimentos em saúde e educação, fim dos leilões das reservas de petróleo, contra a PL 4.330 (terceirização), reforma agrária e correção da tabela do IR. O 11 de julho, o Dia Nacional de Luta e Paralisações, está sendo organizado pelas Centrais Sindicais, sindicatos e movimentos sociais e será um movimento nacional para cobrar do Continue lendo Metroviários marcam paralisação dia 11 e exigem redução da tarifa até a Tarifa Zero!