Nota sobre o ato “Não vai ter tarifa” do dia 19.06

Nota do MPL-SP sobre o ato “Não vai ter tarifa” de 19.06 Faz um ano que a população conquistou a revogação dos aumentos da tarifa. Essa vitoria só foi possível com muita luta nas ruas. Seguimos ocupando a cidade que é de todos, resistindo contra os poucos que querem fazer dela um negócio lucrativo. Realizamos um ato que tinha como objetivo a comemoração dessa vitoria popular no dia 19 de junho do ano passado. Por sermos um movimento social que luta por um transporte publico de verdade, para nós a revogação do aumento nunca bastou, por isso, essa manifestação era também uma luta pela tarifa zero. Fizemos uma grande festa popular em uma das principais vias da cidade, voltada para carros. Com antecedência, anunciamos publicamente toda a proposta para o ato. Foi essa proposta que seguimos. Os manifestantes chegaram em segurança na Marginal Pinheiros, lá ocorreram diversões juninas, leitura de poesia, jogos de futebol, apresentações musicais e teatrais. Fizemos uma festa popular contrapondo-se ao espetáculo elitista da FIFA, com suas remoções forçadas e territórios de exceção. Mostramos a radicalidade da ocupação do espaço urbano. A Polícia Militar de SP, acostumada a reprimir os manifestantes, agora se diz “traída” pelo Movimento Continue lendo Nota sobre o ato “Não vai ter tarifa” do dia 19.06

Se a Copa é dos ricos, a cidade vai ser nossa! 19/06, um ano depois: não vai ter tarifa!

No dia de comemoração da derrubada dos 20 centavos, 19/06, o Movimento Passe Livre de São Paulo (MPL-SP) convoca ato em defesa da Tarifa Zero, por um transporte público de verdade e pela readmissão dos motoristas, cobradores e metroviários que foram demitidos por lutar contra as condições humilhantes dos trabalhadores do transporte. Um ano depois da vitória popular que derrubou aumentos em mais de 100 cidades em junho de 2013, o transporte coletivo continua sendo dominado pelos interesses dos empresários e pouco foi feito contra seus lucros, nem para mudar a forma de remuneração das empresas de ônibus: atualmente, o pagamento por passageiro transportado torna lucrativo o transporte precário, escasso e lotado. Os trabalhadores do transporte se mobilizaram e suas greves foram consideradas criminosas pelos governos, judiciário e imprensa, e as empresas perseguem os grevistas com demissões. Além de São Paulo, as cidades de Belém e Natal terão protestos pela tarifa zero também no dia 19. E na Suécia, o movimento Planka Nu fará um ato de apoio ao MPL e em defesa da luta por um transporte sem catraca, cujo destino é a embaixada brasileira. Em São Paulo, seguiremos em manifestação da Paulista até a Marginal Pinheiros, onde vamos Continue lendo Se a Copa é dos ricos, a cidade vai ser nossa! 19/06, um ano depois: não vai ter tarifa!

NÃO VAI TER TARIFA – Ato na Copa do Mundo pela Tarifa Zero, dia 19 às 15h

No dia 19 de junho, tomaremos novamente às ruas para dizer que nossa luta não acaba até destruir a última catraca. Enquanto os de cima calculam os lucros da Copa, os de baixo sofrem com os incontáveis abusos que esse megaevento trás, que só reforçam a lógica autoritária de cidade que vivemos todos os dias. Há anos a gente ouve do governo que não tem dinheiro pra tarifa zero. Só que olhando apenas para depois de junho do ano passado, o poder púbico gastou milhões com repressão e com obras para carros. Isso além do dinheiro destinado a um tipo de cidade e um tipo mobilidade para a copa – e não para o povo. Nenhum real vai para resolver um dos principais problemas do transporte: a tarifa! E, ainda por cima o governo e a Fifa decidem dar Tarifa Zero pros torcedores de algumas cidades. Tem Tarifa Zero pra quem tem grana pra comprar ingresso, mas não tem pra quem não pode pagar a tarifa! No dia de comemoração da derrubada dos 0,20, saíremos da Praça do Ciclista, na esquina da Paulista com a Consolação, e seguiremos até à Marginal Pinheiros, onde vamos construir juntos uma festa que represente Continue lendo NÃO VAI TER TARIFA – Ato na Copa do Mundo pela Tarifa Zero, dia 19 às 15h

Força à greve dos Metroviários! Onde o governo fura a greve, usuários fazem catracaços e Metrô chama a PM

METROVIÁRIOS EM GREVE! USUÁRIOS FAZEM CATRACAÇO NA LINHA LILÁS! A greve aprovada pelos metroviários no dia de ontem começou hoje pela manhã com quatro linhas paradas: 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás. Na Linha Lilás, porém, a Estação Capão Redondo foi aberta por volta das 6h por “fura-greves” à serviço do Governo – num ato completamente irresponsável, pois se tratam de supervisores e funcionários de escritórios, praticamente sem qualquer treinamento na operação dos trens (na semana passada, um deles conduziu um trem de portas abertas!). Com a abertura das portas, os usuários entraram a estação e durante cerca de uma hora, quase ninguém pagou tarifa para viajar: quem entrava, pulava a catraca ou passava por baixo espontaneamente. Como até os trabalhadores da segurança do Metrô estão em greve, os usuários puderam exercer livremente a “catraca livre” por uma hora sem repressão. Porém, às 7h, os fura-greves que operavam a linha à serviço do Governo (conhecidos como “contingência”) chamaram a PM, que ocupou a estação com uma dezena de soldados armados para impedir que os usuários continuassem pulando as catracas. Na Linha Vermelha, passageiros também se revoltaram em Itaquera, quebrando as grades da estação e também pulando as catracas. Mesmo com a Continue lendo Força à greve dos Metroviários! Onde o governo fura a greve, usuários fazem catracaços e Metrô chama a PM